Tela Brasil – O portal de formação e informação sobre o universo audiovisual » Blog Archive » O Corinthians nas Telas – parte 01

O Corinthians nas Telas – parte 01

mktvirtual - 05.12.2011

Aproveitando a conquista do pentacampeonato brasileiro, preparamos esta série especial de posts com uma relação de filmes onde o Corinthians é o tema, na telona!
Veja e ajude a compartilhar!

Não se trata de puxar o saco de um time ou de outro. Mas de entender o cinema e o audiovisual como uma expressão popular da realidade. Se fosse o Vasco, o Flamengo, o Santos, o Palmeiras ou o São Paulo, enfim, qualquer que fosse o campeão nacional seria válido criar esta tentativa de entender o clube e sua relação com os brasileiros através da sua expressão nas telas. Essa é um pouco a nossa missão aqui no Tela Brasil!

cartaz

Fato é que essa o time alvinegro paulista é pioneiro nas telas, com uma carreira até nossos dias que talvez o faça ser um dos times mais retratados no audiovisual brasileiro. Claro que isso se deve também à forte popularidade que o Timão tem, com mais de 30 milhões de loucos, como se auto-intitulam os corintianos.

Em 1953, o diretor José Carlos Burle rodou “O Craque“, o primeiro longa nacional que trouxe o futebol como temática. O Brasil ainda sentia a derrota da Copa do Mundo de 1950, em casa, para os uruguaios. Assim, o enredo da ficção se dá numa partida real no estádio do Pacaembu entre FB_0021_006o Corinthians e o Olympia, do Paraguai. Mas na história do filme, o time estrangeiro se torna o temido Carrasco de Montevideo.

O time que aparece no filme foi um dos mais importantes da história alvinegra ao conquistar o título do Quarto Centenário de São Paulo (1954). Era formado por craques como o goleiro Gilmar e os atacantes Baltazar, Cláudio e Carbone. O longa acaba num estilo bem corinthiano, com a vitória do Corinthinas de virada: uma revanche fictícia à amarga derrota da seleção brasileira na final da Copa de 50, no Maracanã.

FB_0021_005Estrelado por Eva Wilma, Carlos Alberto (1925-2007) e Herval Rossano (1933-2007),o filme corre o risco de desaparecer devido ao seu atual estado de deterioração. Patrícia Civelli, filha do produtor do filme, Mário Civelli, busca parcerias para a recuperação da obra.

As imagens raras foram retiradas do Banco de Conteúdos Culturais, no site da Cinemateca Brasileira.

Clique aqui para acessar a segunda parte deste post com mais Corinthinas nas telas.

Comentários

Não há comentários no momento.

Envie seu comentário