Tela Brasil – O portal de formação e informação sobre o universo audiovisual » Blog Archive » Das Oficinas para o mundo

Das Oficinas para o mundo

Redação TelaBr - 13.12.2012

Em 2010, Vinicius José dos Santos participou da Oficina Tela Brasil de Jacareí, na qual desenvolveu o curta Entrelaços, filme que ganhou o prêmio Corvo de Gesso na premiação do Cineclube da região. Hoje, após 2 anos, ele finaliza seu primeiro longa-metragem, Steve Cicco.

“Nas oficinas eu aprendi a manusear melhor as câmera profissionais, além disso eu não tinha muita experiência com roteiro”, explicou Vinicius sobre como foi participar nas Oficinas Tela Brasil.

Depois de finalizada a Oficina, Vinicius entrou em um curso voltado para roteiro. “Queria aperfeiçoar a história do meu longa”, disse o oficineiro. No início, tinha um roteiro de 70 páginas para seu longa, ao final do último tratamento, a história tinha 40 páginas. “Eu fui limpando. Tinha muita cena desnecessária. Estou melhorando com o tempo”, justificou o mais novo cineasta.

Para rodar seu filme,Vinicius ou Vini Trash – como gosta de assinar seus trabalhos –, reuniu todos os que participaram das Oficina Tela Brasil, entre equipe e elenco, ele contabiliza por volta de 50 pessoas.

Com produção independente, o longa foi finalizado só em 2012 – foram três anos desde a elaboração do roteiro. A história é uma sátira aos filmes de ação. O próprio protagonista Steve Cicco, além de lembrar o ator Steven Seagal, é um ex-policial que é admitido por uma organização anti-terrorista. Sua primeira missão é recuperar a maleta de um terrorista iraquiano. Assim como James Bond tem seu bordão, Steve Cicco não fica de fora: sua máxima é “eu sou fodão”.

 

Textos Relacionados

Comentários

Não há comentários no momento.

Envie seu comentário