Tela Brasil – O portal de formação e informação sobre o universo audiovisual » Blog Archive » Conheça o dia-a-dia do Diretor de Elenco, também conhecido como Diretor de Casting

Conheça o dia-a-dia do Diretor de Elenco, também conhecido como Diretor de Casting

Redação TelaBr - 27.11.2014

O termo Casting, em inglês, foi mantido no brasileiro para se referir à atividade de seleção de elenco para qualquer atividade artística, seja no audiovisual, no teatro, no ballet e para modelos quem atuem com foto, passarela ou publicidade. Os Diretores de Elenco são profissionais cujo olhar arguto, gosto peculiar e intuição marcam uma produção audiovisual.

O processo envolve um pouco de uma série de audições (testes) antes de um painel de elenco, composto por profissionais como o produtor, diretor e/ou ou coreógrafo e claro, o Diretor de Elenco. Estas peças são geralmente gravadas em vídeo e anexadas aos currículos desses profissionais para serem analisadas cuidadosamente.

“Levamos duas coisas em consideração para escolher um ator ou modelo para um papel: o look e o acting. Se o ator tem o biótipo exatamente igual ao determinado pelo cliente, mas não segura bem um texto, simplesmente não funciona”. – explica Tatyana Horta, Diretora de Elenco da Conspiração Filmes.

Para exercer a profissão é necessário uma espécie de sexto sentido, pois nem todos os critérios de seleção são objetivos. “Às vezes o diretor pode ficar um pouco indeciso sobre o nome certo para um papel, por isso eu procuro me posicionar quando tenho aquela sensação de que achei a pessoa certa”.

Tatyana tem mais experiência com publicidade, e fez casting de alguns curtas também. Ela conta que um dos maiores desafios da profissão são os prazos apertados. Além de contar com um arquivo de fotos de atores e modelos, Tatyana sai a campo procurando tipos específicos, que podem ir de “pessoas com cara normal” até “meninos com altura de jogador de basquete”.

Tatyana tem dezoito anos de experiência e tem uma equipe de assistentes, alguns fixos e outros trabalhando como freelancer. Seu time veio de diversas áreas da comunicação, com pessoas formadas em rádio e tv ou jornalismo, por exemplo. Ou seja, ter formação específica em audiovisual pode ajudar, mas não é considerada fundamental pelo mercado.

A profissão é totalmente de bastidores, mas já ganhou as telas em forma de documentário. CastingBy – Diretor de Elenco (2012), de TomDonahue, mostra o trabalho dos diretores de elenco, tão desconhecido quanto indispensável no processo de produção de um filme que ainda espera reconhecimento na indústria do cinema, pois é a única categoria dos créditos principais que não concorre ao Oscar.

Através da história da pioneira Marion Dougherty, que começou na TV no final dos anos 40 e que por cinco décadas trabalhou na escalação de atores para filmes, o documentário conta a história da profissão.

James Dean, Clint Eastwood, Jon Voight, Christopher Plummer Jack Lemmon, Robert Duvall, Bette Middler, Glenn Close, Dustin Hoffman são alguns astros que, nos primórdios, passaram pelo olho clínico da biografada.

 

Para o documentário foram entrevistadas 240 pessoas, mas apenas 57 depoimentos sobreviveram ao corte final – entre estes, os de astros e estrelas como Robert de Niro, John Travolta, Diane Lane, Al Pacino, Clint Eastwood e Woody Allen.

Este último, inclusive, escreveu um artigo para o Hollywood Reporter pedindo o reconhecimento dos diretores de elenco e falando da participação decisiva de Juliet Taylor em seus filmes. Ele cita vários atores que foram lhe apresentados por Juliet, inclusive Meryl Streep que, ainda desconhecida, fez um pequeno papel em Manhattan.

Comentários

Não há comentários no momento.

Envie seu comentário