Tela Brasil – O portal de formação e informação sobre o universo audiovisual » Blog Archive » Fundação CSN prepara jovens mulheres de 15 a 18 anos para bolsas de estudo no exterior

Fundação CSN prepara jovens mulheres de 15 a 18 anos para bolsas de estudo no exterior

Redação TelaBr - 26.12.2016

Uma excelente notícia para jovens mulheres brasileiras. Até 30 de dezembro, mulheres de 15 a 18 anos (completados em 2016) podem se inscrever no programa Ganhar o Mundo, realizado pela Fundação CSN e patrocinado pela CSN em parceria com a Barnard College, em Nova York.  As interessadas devem estar cursando ou ter concluído o ensino médio e ter nível intermediário de inglês. Todas as informações podem ser encontradas nesse site.   Acesse o canal Processo Seletivo para entender as etapas da seleção.

As 30 selecionadas ganham gratuitamente um curso preparatório parar estudar no exterior e um curso online de aprimoramento do inglês. Ambos serão realizados ainda em 2017, quando as participantes podem se preparar para concorrer a outras bolsas do Programa Ganhar o Mundo, como em cursos intensivos de inglês no exterior e até graduação.

Do aprimoramento do inglês a uma graduação na Barnard College, o escopo da bolsa vai depender do desempenho das escolhidas ao longo do processo. As 30 eleitas serão anunciadas em 30 de janeiro de 2017.

Após processo seletivo, 30 jovens mulheres serão contempladas com curso preparatório para graduação no exterior, incluindo PREP Course, a cargo da Fundação Estudar, e curso de inglês online. Depois desta etapa, as candidatas estarão mais bem preparadas para encarar processos seletivos de universidades no exterior, e poderão ainda concorrer a bolsas do programa Ganhar o Mundo de até 100% para cursos no exterior: curso intensivo de inglês nos EUA, Pre-College Program e bolsa para graduação em Barnard College (NY).

O processo seletivo contará com teste de inglês online, prova de conteúdo e redação, upload de um vídeo de dois minutos com apresentação pessoal e defesa da candidatura no programa. As 30 candidatas selecionadas participarão do processo formativo composto de curso preparatório para estudar no exterior (PREP Course) e curso de inglês online, ambos gratuitos.

Depois desta etapa, as candidatas estarão mais bem preparadas para encarar processos seletivos de universidades no exterior, e poderão ainda concorrer a bolsas de até 100% para cursos no exterior: curso intensivo de inglês nos EUA, Pre-College Program e bolsa para graduação em Barnard College (NY). Sobre dúvidas, acesse aqui  ou entre em contato por aqui.

Aberto o prazo de convocatória para o núcleo experimental de cinema do MIS

O MIS traz uma nova oportunidade para quem deseja conhecer e participar de todas as etapas de uma produção cinematográfica. O Núcleo Experimental de Cinema do MIS, que estreou em 2016 com produção e finalização do filme de terror O Experimento, lança a nova convocatória do projeto. Os interessados devem se inscrever até o dia 09 de janeiro de 2017 por meio deste link.

Desta vez, o gênero escolhido é ficção científica, voltada para descobertas, tecnologias avançadas e seus efeitos. Interessados em cinema e audiovisual, produção compartilhada e D.I.Y (faça você mesmo) podem se inscrever na convocatória do Núcleo, que selecionará participantes para atuação nas mais diversas funções técnicas e criativas do cinema: diretor, produtor, roteirista, diretor de arte, editor/montador, diretor de fotografia, efeitos visuais/computação gráfica e edição de som/som direto. A execução do trabalho do Núcleo consistirá na produção coletiva e finalização de um curta-metragem de ficção científica, que será posteriormente exibido dentro da programação do MIS. Os selecionados também participarão de encontros com diretores e produtores de grande importância para o cinema nacional, com o objetivo de debater o processo criativo e de produção de um filme. Para outros detalhes, acesse aqui ou entre em contato com o MIS pelo telefone (11) 2117 4777.

Tela Brasil indica livro sobre cinema para o período de férias

Está de férias e à procura de uma boa leitura? O Tela Brasil indica o livro A teia narrativa: Conceitos de roteirização no cinema interativo, de Nathan Cirino, publicado pela Edufcg, editora da Universidade Federal de Campina Grande. A obra propõe um olhar diferenciado sobre a construção de histórias para o cinema. Diante dos avanços da tecnologia digital, o chamado iCinema, ou Cinema Interativo, tem sido uma área de exploração cada vez mais frequente nos dispositivos eletrônicos, seja pela simples experimentação de linguagem ou pela busca da satisfação de uma audiência que agora demanda interação direta com o conteúdo.

Com surgimento ainda nos anos 1990, os filmes que possibilitam a intervenção do público por meio de cliques e escolhas acharam seu espaço nos meios online e na fruição individual, fazendo com que boa parte dos conceitos tradicionais de Cinema fossem repensados. A criação de roteiros para a ficção interativa se mostra, portanto, como um destes grandes campos passíveis de questionamentos diante das novas possibilidades. Sabe-se que a estrutura do roteiro tradicional ressalta certa rigidez no seu formato, mas basta olhar um pouco mais de perto para estas obras interativas para perceber que alguns aspectos deste tipo de roteirização precisam ser repensados.

O livro traz o Cinema Interativo para o centro da discussão deste panorama atual, propondo uma análise direta dos conflitos dos antigos processos de roteirização com os novos. Fruto de dois anos de pesquisa na Pós-Graduação de Comunicação da Universidade Federal de Pernambuco, este estudo se aprofunda na percepção semiótica da construção de roteiros, além de trazer estudos de caso atuais para que o leitor possa conferir alguns filmes interativos de seu próprio dispositivo eletrônico. O autor é professor da Unidade Acadêmica de Arte e Mídia da UFCG, e também atua como cineasta e roteirista no estado da Paraíba, trazendo à obra uma visão não apenas teórica das problematizações, mas também prática, propondo, inclusive, uma base estrutural para a criação destes novos formatos de roteiro. A “teia narrativa” revela-se como uma grande e complexa malha de possibilidades exploráveis por meio da interação com o usuário, abrindo discussões sobre hibridismos de linguagem entre o cinema e os games, e provocando-nos a conceituar e entender melhor o audiovisual interativo.

Textos Relacionados

Comentários

Não há comentários no momento.

Envie seu comentário